Intervenção Federal no Rio de Janeiro

Dom, 18 de Fevereiro de 2018 21:42 Acessos: 7396
Imprimir

 

 

CAPA

Saudades da epoca  em que poderia andar despreocupado  pelas ruas do Rio de Janeiro,sempre frequentei o Rio jantava no Amarelinho e depois ia nos cinemas da Mesbla toda iluminada marco historico do rio de la ia pra avenvida nossa senhora de copacabana já eram mais de meia noite coração pulsante do rio copacabana ficava lotada a noite de gente bonita,turistas, hoje se for depois das oito horas da noite em copacabana certamente será assaltado por essas gangues que pelo terror dominaram todo o  rio, suburbio nem pensar andar a noite epedir pra ser assaltado ou morrer.

 

O crime organizado tomou pulso no rio dominando todos os  pontos  estrategicos impondo medo na população através do medo,hoje nem se assalta no  rio  sem estar armado basta abordar a vitima e dizer e um assalto, refem do medo a vitima entrega tudo.

 

Os Dimenores estes hoje viraram o terror do rio dominando não só os morros como as ruas do rio fazem arrastões tanto a luz do dia como a noite, turistas chamam a policia e espera muito tempo para ser atendido e como sempre acaba em nada.

 

Era inevitavel esta intervenção das Formas Armadas no Rio a população caioca  estava vivendo sob a sindrome do panico, muitos já estão se mudando de estado acompanhando milheres que já deixaram o rio rumo a outros estados em busca de paz para criarem seus filhos.

 

Parabéns Presidente Michel Themer por essa decisão de intervenção já muito tardia somos defensores das “vitimas” jamais de “bandidos” desde 2017 centenas de policiais millitares foram mortos, centenbas de crianças mortas por balas perdidas ficando pra estatisitica sem jamais saberem quem foram os autores.

 

Doa a quem doer e se preciso rasgar na propria carne colcoando o rio novamente como um estado de um povo cortez amigo sorridente amante da musica do samba tradição história que ultrapassou fronteiras trazendo milhares de turistas que hoje são aconselhadas a não virem ao rio.

 

Vamos devolver a paz e segurança a população trabalhadora do rio.

Celso Dias Neves Presidente do Parlamento Mundial de Segurança e Paz

Anexos:
FicheiroTamanho do ficheiro
Fazer download deste ficheiro (EDIÇÃO EXERCITO RIO.pdf)EDIÇÃO EXERCITO RIO.pdf2113 Kb
Última atualização em Seg, 19 de Fevereiro de 2018 18:52