WPO ONU ECOSOC / ESANGO UNIDAS PELA PAZ

Sex, 11 de Setembro de 2015 15:19 Acessos: 2386
Imprimir

ECOSOC

http://ireport.cnn.com/docs/DOC-1269610

11 de setembro uma data negra para a história da paz universal o ataque às torres gêmeas fez Estados Unidos e o mundo  repensarem estratégias de segurança e geopolítica, as nações ricas não podem mais ficarem alheias às desgraças que vem ocorrendo no mundo fome, doenças, desempregos são fatores que levam o ser humano a violência se agrupando muitas vezes a grupos extremistas não pelo ideal, mas para ter um pouco de segurança praticando o terror no mundo.

Hoje o mundo deu as costas aos menos favorecidos e acabaram virando vitimas da violência pela fome.

África hoje e o espelho da miséria no mundo a ONU tem feito tudo que pode ao seu alcance, mas e muito pouco se a sociedade civil através da ECOSOC /ESANGO que organiza a sociedade civil nas Nações Unidas não ajudarem humanitariamente com certeza outros 11 de setembro irão ocorrer em vários países do mundo.

A crise e mundial numa transformação geopolítica que o homem se recusa a aceitar.

11 setembro deixou uma ferida não na America, mas no mundo.

Hoje Oriente Médio, Ásia, África, America central, America do Sul são blocos que estão sobrevivendo de forma vegetativa com o povo abaixo da linha da pobreza e necessário uma reengenharia para que possamos encontrar um caminho que todos aceitem num Pacto Global.

A WPO vem conclamando a todas as ONGs que são lideranças da sociedade civil a se juntarem a ECOSOSC / ESANGO / UN para que numa discussão global possamos conjuntamente ONU Estado e Sociedade minimizar os problemas emergenciais, tais como emprego, saúde e educação.

Dizer que não e problema nosso e muito fácil, mas aquilo que damos as costas hoje seremos vitimas amanha dessa desigualdade social.

Todos os Embaixadores da Paz da Boa Vontade devem se unir para que possamos traçar uma meta de crescimento global onde possamos dar a dignidade a uma "raça em extinção o ser humano".

Compartilhem debatam esse assunto à sobrevivência da espécie humana.

Celso Dias Neves

World President WPO

Embaixador da Paz

on September 11 a black date in the history of universal peace the twin towers attack made United States and the world to rethink security strategies and geopolitics, Rich Nations can no longer stay beyond the misfortunes that has taken place on world hunger, disease, unemployment are factors that lead human beings to violence if grouping often extremist groups not ideal but to have a little bit of practicing terror security in the world.

Today, the world had turned its back to the less fortunate and ended up becoming victims of violence by hunger.

Africa today and the mirror of the misery in the world the UN has done everything it can within its power, but very little is civil society through ECOSOC/ESANGO that organizes civil society at the United Nations do not help humanely with certain other September 11 will occur in many countries of the world.

The crisis and a world geopolitical transformation that the man refuses to accept.

11 September left a wound not in America, but in the world.

Today the Middle East, Asia, Africa, central America, South America are blocks that are surviving on vegetative way with the people below the poverty line and need to re-engineer so we can find a way that all accept a Global Pact.

The WPO comes calling to all NGOs are civil society leaders to join ECOSOSC/ESANGO/UN for a global discussion we can jointly UN State and society to minimize emergency issues, such as employment, health and education.

Say no and our problem and very easy but what we back this evening we will be victims tomorrow that social inequality.

All the ambassadors of good will must unite so we can draw a global growth target where we give dignity to a "dying breed human beings".

Share discuss that subject to the survival of the human species.

Celso Dawit

World President WPO

Ambassador of Peace