O Lulismo e o Dilmismo PT Rachou. Não a diplomação de Dilma Rousseff.

E-mail Imprimir

SITE WPO

Rebatendo este pronunciamento do Tucano,a Presidente , fez um pronunciamento criticando a oposição, nos jornais televisados hoje. . Nos meus direitos constitucionais, digo a Excelentíssima Senhora Presidente da República, que ela não possui no momento a moral política de fazer qualquer pronunciamento questionativo, pois manteve-se calada, até agora não se pronunciou ao povo brasileiro, sobre as declarações do insano Maduro da Venezuela, que de há muito está podre, nem Cuba lhe dá mais respaldo, em pronunciamento conhecido por todos, amplamente divulgado, Top 1000 no Google, ofendeu, as Forças Armadas Brasileiras quando disse "que se a Presidente necessitasse de ajuda, as forças armadas bolivarianas da América do Sul e do Caribe, estavam a sua disposição". O PIOR É QUE, HAVIA NA PLATÉIA UM CORONEL BRASILEIRO, NÃO SABIDO QUEM REPRESENTAVA OU EM NOME DE QUEM ESTAVA LÁ, Isto é uma intervenção direta, ou proposta desta, por meio de um discurso incendiário. Nomeia-a como Líder da Revolução Bolivariana, para lutar contra Obama e companhia; fala que o povo brasileiro, na eleição, a levou a ganhar, o perfil de uma verdadeira líder revolucionária bolivariana. O seu não pronunciamento, a não chamada do Embaixador do Brasil na Venezuela, para explicações e orientações, o rompimento de relações diplomáticas com a Venezuela, a fez réu, e a tornou, impossibilitada de receber a Diplomação, e o Superior Tribunal Eleitoral, por dever de oficio, pode e tem o poder, com ação unilateral do Ministro Presidente do TSE, de negar a ela a diplomação.Ela está reeleita de direito, pelo voto universal, mas não está de fato, pois ainda não foi diplomada. A Lei da Ficha limpa a condena. Nenhum dos outros candidatos aos demais cargos estão de fato eleitos, pois não foram diplomados, O processo das eleições de 2014, só encerram-se, quando o Meritíssimo Ministro e Presidente do Superior Tribunal Eleitoral. Não a intervenção Militar, que não intervirão, mas sim a não diplomação da senhora Dilma Rousseff. Ela não é digna, até que se pronuncie contraria as declarações incendiárias de Nicolau Maduro, Presidente da Venezuela. Se suas tropas e de seus aliados, colocarem um passo, alem da fronteira com o Brasil, serão exterminados pelas orças Armadas do Brasil. Ela não pode questionar a oposição, pois vige no Brasil a Social Democracia, e possui o Brasil, um Parlamento forte, que acordou para os abusos cometidos nestes ultimos 12 anos, e não vão permitir que prossigam ou sejam aumentados. Tem a Operção lava Jato, o escandalo da Petrobras, o caso Rosemeire que até hoje não foi explicado e muitos outros escandalos que ocorreram nos seus quase quatro anos de desgoverno. Se a Lei da Ficha limpa vige, Dilma Rousseff não pode ser diplomada. As suspeitas que pesam sobre o seu governo, o envio de dinheiro para Cuba e África, e a intervenção direta de Nicolau Maduro por meio de discurso, na política interna do Brasil, a torna, inelegível, e o Congresso nacional, as duas casas reunidas, se tiverem a moral política de legislar para o bem do Brasil, tem que pedir, o impedimento da diplomação de Dilma Rousseff. Nas urnas, entre os votos de Aécios, os votos brancos, os votos nulos e as abstenções somam mais de 83 milhões de votos, contra ela. A diferença não foi de 3 milhões de votos a favor de Dima Rousseff, mas de 83 milhões ou mais, contra ela e o seu governo. A discussão, o movimento agora, é cobrar do Congresso Nacional, que notifiquem o Superior Tribunal Eleitoral, pela não diplomação de Dilma Rousseff para um segundo mandato. Estão batendo no PT, o que está errado. Ele está dividido em duas ideologias novas criadas nestes últimos 12 anos: O Lulismo e o Dilmismo, nomenclaturas que Liliian Witifib usou no Programa do Jô nesta última terça feira, mas não teve a dignidade de citar a fonte de onde foram criadas as nominações e seu autor. De há muito, a Academia Brasileira de Ciência Politica, da qual sou titular da cadeira 9, detectei esta divisão dentro do PT, a ala Lulista e a ala Dilmista.Notem que, Lula não foi a Brasília,na apuração da eleição, suas falas na televisão mostram que não é mais convicto em suas defesas de tese.. Pela não diplomação de DilmaRousseff, peo bem do Brasil e do Povo Brasileiro, que não deseja uma Lider da Revolução Bolivariana na Presidencia da república. Se ela financiou por meio do BNDES, o Porto de Cuba, o envio de divisas para países da Africa,há suspeita de envio de dinheiro para a Argentina e Honduras.imagine, nas entrelinhas entendemos que, Maduro quer, que o Brasil financie a falida República Bolivariana da América do Sul, Caribe e México. Depois deste pronunciamento de maduro,onde ficaram Lula e Fidel, fundadores do Foro São Paulo????? Entenderam o perígo???? Não a diplomação de Dilma Rousseff. by jc pereira

José Carlos Pereira

Titular da Cadeira n.o 9 da ABCP Academia Brasileira de Ciência Política

Celso Dias Neves Presidente da WPO 

Última atualização em Qua, 05 de Novembro de 2014 23:27
Você esta em: Notícias O Lulismo e o Dilmismo PT Rachou. Não a diplomação de Dilma Rousseff.