Fernando Higienização bucal e seu papel fundamental na saúde da boca

Qua, 09 de Janeiro de 2013 16:03 Acessos: 5767
Imprimir

Fernando

Higienização bucal e seu papel fundamental na saúde da boca
Muitos são os problemas provenientes de uma má higienização bucal, e está, é o ponto chave para a resolução da maioria dos problemas bucais evitáveis. A cárie, sendo a doença de mais alta prevalência mundial, requer atenção ímpar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), e em um caráter maior, no contexto brasileiro deve ser um ponto forte de erradicação, com base na informação, e investimentos em infraestrutura e didática apropriada para os hábitos de Higienização Bucal.

 

Outro foco importante é a desmistificação do atendimento odontológico como sendo algo ruim e evitável, para um entendimento coletivo da necessidade vital de ter e permanecer em um bom estado de saúde bucal. Esta luta é diária e muito lenta, pois é o hoje, frente há séculos e séculos de tratamentos dolorosos e traumáticos, onde o “boticão” certamente seria utilizado.
No trabalho com a equipe de Saúde Bucal, da Unidade Básica de Saúde-Caraíbas no município de Aparecida de Goiânia, estado de Goiás, Brasil, foi possível perceber as reais necessidades da população e com isso estabelecemos um planejamento estratégico que visou inicialmente às ações de educação em saúde, e a conscientização de que mais do que um simples tratamento curativo, o serviço odontológico estaria para servir como adjuvante nos cuidados preventivos.
Muitos temas foram abordados, sendo a demanda mais voltada para a necessidade diária da população, dando voz as dúvidas e sendo fonte de novas dúvidas e interesses sobre os dentes, a boca, o câncer bucal, a doença periodontal, entre outros assuntos.
Visitamos algumas creches e percebemos realidades certamente diferentes, entre uma e outra, porém infelizmente ainda é grande a negligência por parte dos pais perante a higienização da boca, refletindo em verdadeiras “panelas” nos “dentes de leite” onde a dor e o desconforto são indescritíveis para uma mente infantil. Em incapazes, a responsabilidade dos horários certos da higienização é dos pais, ou responsáveis, somente.
No planejamento estratégico programamos quatro encontros mensais para palestras educativas com temas diversos, e também fazíamos participação nos grupos dos Diabéticos e Hipertensos, gestantes onde,neste caso, os temas são mais voltados para os problemas específicos nas suas respectivas condições, grupos que sempre se mostraram participativos e interessados em informação, o que a meu ver é um sinal benéfico do trabalho do SUS, sempre voltado para informação e mídia.
A doença periodontal, assim como a cárie, é uma doença que também incomoda muito a população, e na nossa realidade diária, isso não se fez diferente.
A mudança progressiva do pensamento coletivo irá depender de qual será o foco do atendimento odontotólogo ao paciente. E isso deve ser inserido ao pensamento individual de cada individuo da área abrangente. É possível modificar o pensamento coletivo, porém isso requer tempo,paciência e dedicação pessoal por parte da equipe profissional envolvida, para que cada paciente se sinta acolhido e com isso parceiro e instrumento chave para a erradicação da cárie e de outros problemas da boca.

Fernando Augusto Machado Alves
CRO GO 10806
Cirurgião dentista,clinico geral
Formado pela Universidade Paulista 2009/02


Última atualização em Qua, 09 de Janeiro de 2013 16:04