NÃO É TEMPO DE PROCURAR CULPADOS, É PRECISO ENCONTRAR UM MEIO DE REESTRUTURAR NOSSA ECONOMIA E ESTABILIZAR NOSSO PAÍS.

E-mail Imprimir

ANDREIA 1

NÃO É TEMPO DE PROCURAR CULPADOS, É PRECISO ENCONTRAR UM MEIO DE REESTRUTURAR NOSSA ECONOMIA E ESTABILIZAR NOSSO PAÍS.

 

 

Não adianta a nós brasileiros ficarmos procurando culpados e inocentes para a atual situação de nosso país, poderíamos passar aqui centenas de linhas só descrevendo situações que envergonham nossa nação.

Quem votou ou não errado, que diferença faz arrepender-se agora? É preciso buscar medidas e soluções para amenizar os problemas decorrentes da atual crise que nos encontramos agora. A democracia está no coração de nossa nação, é preciso respeitar o direito de ir e vir alheio.

O povo precisa manifestar a sua vontade porque, segundo nossa Constituição: “todo poder emana do povo”. Este é o momento mais propício para o povo fazer valer a sua vontade, pois está nas mãos do povo um período que definirá se continuaremos a viver num país democrático de direito ou nos condenaremos ao comunismo, nossa situação atual é decorrente de uma série de fatores, uma deles é o analfabetismo funcional, a violência, etc.

Na verdade, parte da culpa de tudo isso é por causa do capitalismo, pois crescemos aprendendo a acreditar em Papai Noel, em fada do dente, no mundo de princesas, príncipes, fadas e duendes, a querer o brinquedinho que aparece na televisão, nos discursos de nossos políticos que tudo prometem em época de campanha e, logo depois, desaparecem.

Discursos e discursos são construídos para maquiar a seqüência de erros cometidos por nosso governo, cujas atitudes são intencionais, para enganar e ludibriar o povo, e não adianta virmos aqui falar só de um partido político, mas vários. Não dá pra entender como num país cuja Constituição proíbe a formação de forças para-militares, estamos vendo até mesmo a Igreja Universal formando exércitos que dizem estar a “serviço de Deus”.

É preciso frear certas medidas que foram tomadas contra o povo. Do contrário, entraremos num mar de areia movediça que consumirá a todos. Uma das principais salvações para nosso caos é investir na educação. Infelizmente, estudantes de diversas faculdades terão que trancar sua matrícula por causa da falta de repasses do governo, muitos professores, bem como profissionais de diversos setores, já estão somando à fila de desempregados, o sonho de um país melhor foi-nos roubado.

Nossos professores, nossos grandes mestres, se sacrificam por anos para fazerem uma faculdade, muitos deles fazem especialização, mestrado, doutorado e até PHD e, quando vão para a sala de aula, sentem-se desestimulados, pois parte de nossas escolas estão sucateadas, muitos ganharam as contas porque muitas instituições não têm como mantê-los. Pra onde está indo o dinheiro do Brasileiro? Para construir portos em Cuba, financiar guerrilha urbana, etc. É preciso que o cidadão de bem saia de sua zona de conforto e busque atentar-se para os acontecimentos que estão ao seu redor.

Nossos senadores, deputados e governadores, vocês são funcionários do povo e, por isso, devem honrar seu compromisso para com a nossa nação e sancionar leis que beneficiem o povo. Antes de saírem assinando leis contra o povo, lembrem-se bem que dinheiro um dia acaba, pode a qualquer hora um cracker invadir sua conta bancária pelo seu computador e roubar todo o seu dinheiro. Vocês podem precisar, quando não ocuparem mais os cargos que ocupam hoje, do SUS (Sistema Único de Saúde), poderão envelhecer e deixar de ter influência política e, quando virarem cidadãos comuns, podem também vir a sofrer, entrar na lista dos empregados e/ou autônomos, poderão precisar do seguro desemprego, do SUS, do auxílio-doença, etc. Muitos, é claro, com o dinheiro que receberam de nossa presidenta poderão ir morar no exterior, mas, ainda assim, pode ser que seus filhos, netos, bisnetos, mães, avós e amigos fiquem no país, e daí quem vai garanti-los um futuro digno para se viver? O povo os elegeu porque acreditou em vocês e, como não estão tendo retorno, agora querem fazer uma limpeza geral no senado porque vocês, de fato, estão provando ao povo que não compensa manter pessoas em cargos com salários altíssimos se estamos, ao invés de caminhar para frente, naufragando num mar de areia movediça que nem se quer sabemos onde iremos parar.

Segundo muitos dos brasileiros, é preciso fazer uma limpeza no Senado, e aí, onde os seus cargos vão parar? Mostrem ao povo com ações e medidas que protejam o povo, por algum começo é preciso começar a mudar, precisamos de medidas emergenciais, vocês tem nas mãos o poder para muita coisa mudar, coragem, ou vocês governam para o povo ou pode ser que o próprio povo os destitua de seus cargos.

Sem mais, deixo aqui um de meus contos da minha “Coleção Contos Maluquinhos”, é preciso parar de pensar só em nosso próprio ego e passar a agir em benefício de todo o povo brasileiro.

 

O Dinheiro e o Saber

 

O Dinheiro, cheio de grana, chega pro Saber e diz:

·    Êta vida boa, não preciso trabalhar, tenho tanto dinheiro que não preciso de mais nada!

O Saber olha pro Dinheiro e fala:

·    Você precisa aprender a administrar o seu dinheiro porque se não um dia você pode perder tudo o que tem!

·    Isso é papo furado, dinheiro nunca acaba! – retrucou o Dinheiro.

·    Escuta o que eu disse, você pode se dar mal. – disse o Saber.

·    Nada, isso é lorota! – falou o Dinheiro.

E assim foi o Dinheiro numa panca de “tô podendo”. O Dinheiro conheceu o Malandro, um cara que adorava dar golpes em todo mundo. O Dinheiro resolveu se enturmar com o Malandro, deixou o saber em casa, achava o Malandro um cara boa pinta e ia com ele pra qualquer lugar que fosse. O Dinheiro começou a gastar com festas, mulheres, cerveja e tudo que não precisava. Quando via o Saber passava longe pra não receber seus conselhos. E assim o dinheiro gastou, gastou e gastou tudo o que tinha. Ele teve até que mudar de nome, passou a se chamar Tostão Furado de tão pobre que ficou. Depois disso, o Malandro nem quis mais saber do Dinheiro, quer dizer, do Tostão Furado. O Saber olhou pra ele e disse:

·    É preciso ter saber para aprender a administrar o dinheiro!

O Tostão Furado fechou a cara pro Saber e falou:

·    Você está certo, eu tinha tanta coisa e não dava valor em nada.

·    Vejo que está aprendendo a reconhecer seus próprios erros, isso já é um bom começo! – Disse o Saber.

·    Sim. Mas... e agora... preciso do dinheiro pra sobreviver! – Explicou o Tostão Furado.

·    Toma, é um livro, adquira saber e aprenda a guiar tua própria vida!

Ao dizer isso o Saber foi embora e o Tostão Furado de tanto estudar virou doutor e passou a se chamar Economia, já que o que ele ganhava não era lá essas coisas, não dava pra ele esbanjar dinheiro por aí, pois poderia fazer falta no final do mês.

 

 

Andréia Franco

Alta Comissária Direitos Humanos WPO

Colunista Social ABCS

Academia Brasileira dos Colunistas Sociais.

 

Aparecida de Goiânia-GO, 11/03/2015.

Você esta em: Embaixadores da Paz NÃO É TEMPO DE PROCURAR CULPADOS, É PRECISO ENCONTRAR UM MEIO DE REESTRUTURAR NOSSA ECONOMIA E ESTABILIZAR NOSSO PAÍS.